Os Mediadores Interculturais nas Unidades de Saúde – MeiOS – Mediação Intercultural e Outcomes em Saúde

Acrónimo: MEiOS
Designação do projeto (PT/EN): Mediação Intercultural e Outcomes em Saúde
Código do projeto: NA
Objetivo principal: Caraterizar os outcomes em saúde obtidos com a mediação intercultural
Entidade financiadora/Programa de financiamento: Estudo não financiado
Região de intervenção: Lisboa
Custo total elegível: NA
Apoio financeiro da União Europeia: NA
Apoio financeiro público nacional/regional: NA
Taxas de financiamento:  120 euros (CNPD); suportado pelo ACM
Entidade beneficiária: ESSS/IPSantarém
Investigador Responsável: Alcinda Reis IPSantarém/ESSS/UI-IPS; Cintesis/UP; CEMRI/UAb.
Parceiros: IPViseu/ESSV; CRIA/ISCTE; CEMRI/UAb; IPLisboa/ESTSL; ACM, I.P.
Equipa: Spínola, Ana, PhD/ESSS-IPSantarém
Coutinho, Emília, PhD, ESSViseu-IPV
Chaves, Cláudia, PhD, ESSViseu-IPV
Santinho, Cristina, PhD, ISCTE-CRIA-IUL
Backström, Bárbara, PhD, CEMRI/UAb-Lisboa
Dénis, Teresa, PhD , ESTSL-IPL
Santiago, Conceição, PhD Student, PhD/ESSSantarém-IPS
Karimo, Neila, Alto Comissariado para as Migrações I.P.
Data da aprovação: 16/11/2016 (pela CNPD); 22/12/2017 (Comissão de Ética de instituição hospitalar da região de Lisboa)
Data de início: Jan/2018
Data da conclusão: Março/2021
Domínio científico e subárea científica: Ciências médicas e da saúde/Enfermagem
Resumo (objetivos, atividades e resultados esperados) – em PT e/ou EN: As dificuldades entre profissionais de saúde e migrantes na interação e cuidados: pela barreira da língua e desconhecimento de caraterísticas étnicas e culturais, têm comprometido com frequência a coerência da prática clínica nos contextos das organizações prestadoras de cuidados de saúde em Portugal e nomeadamente a promoção da saúde nestas pessoas. Identificada esta necessidade, o Alto Comissariado para as Migrações desenvolveu de 2009 a 2012 no nosso país, o designado Projeto de Mediação Intercultural em Serviços Públicos (PMISP), com mediadores interculturais que estabelecem “pontes” entre “uns e outros” nas díades de cuidados, assumindo-se como elemento neutro e particularmente ativo na resolução de conflitos (Resolução do Conselho de Ministros nº 74/2010 de 17 de setembro).
Nesta sequência cria-se a RESMI (Rede de Ensino Superior em Mediação Intercultural) e dentro desta define-se – na área da saúde – o projeto MEiOS que tem como objetivos : -caraterizar os outcomes em saúde obtidos com a intervenção de mediadores interculturais com atores chave nos contextos de cuidados; -analisar medidas para a recontextualização cultural nos cuidados prestados de acordo com os profissionais, nos contextos de saúde do estudo. Resultados esperados: concretização de unidades de saúde culturalmente recetivas com sinalética plurilinguística e culturalmente diversificada; implementação de mediadores interculturais – estabelecendo “pontes” de forma efetiva, com as equipas de saúde (nomeadamente com atores chave identificados), para além do seu papel de “tradutores”;
Link para página do projeto (outros Links): http://resmi.isinapse.com/index.php/grupos-de-trabalho/saude/projetos
Outras informações: Artigos em conferência:
Reis, Alcinda; Spinola, Ana; Dias, Hélia; Pinto, Rosário; Amendoeira, José. 2018. “Anamnese cultural de enfermagem nas famílias migrantes: uma scoping review”. Trabalho apresentado em Reunião Internacional da Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia (RACS), Coimbra, Portugal.  
Spínola, Ana; Reis, Alcinda. 2017. “Construir competências culturais com estudantes de enfermagem”. Trabalho apresentado no Congresso Internacional Migrações e Relações Interculturais na Contemporaneidade, Universidade Aberta, Portugal.  
Artigos em revista:
Reis, A. 2019. “O23 Promoting literacy for health in immigrants in primary health care”. European Journal of Public Health 29 (Supplement). http://dx.doi. org/10.1093/eurpub/ckz095.  
Reis, Alcinda; Spínola, Ana; Backström, Bárbara; Chaves, Cláudia; Santiago, Conceição; Santinho, Cristina; Coutinho, Emília; et al. 2018. “MEiOS project: from the strategy to the preliminary outcomes identified in health care contexts.”. Revista da UIIPS VI (2): 13-19. https://revistas.rcaap.pt/uiips/issue/view/902.  
Ana Spínola; Reis, Alcinda. 2017. “Estratégias para a promoção de competências interculturais nos estudantes de enfermagem com famílias imigrantes”. Revista da UIIPS 5 (4): 28-29. http://ojs.ipsantarem. pt/index.php/REVUIIPS.  
Capítulos de livro:
Reis, Alcinda; Costa, Arminda. 2019. “A segurança nos cuidados multiculturais: o caso dos imigrantes”. In 4ºCongresso luso-espanhol de estudantes de enfermagem, 64-67. Santarém, Portugal: ESSS.  
Reis, Alcinda; Ana Spínola. 2019. “Do formar ao cuidar na diversidade cultural das famílias”. In VI Congresso Luso-Espanhol de Estudantes de Enfermagem, 22-30. Santarém, Portugal: ESSS.  
Spínola, Ana; Reis, Alcinda (AA1C-494B-AF37). 2018. “Do educar ao cuidar na diversidade cultural das famílias”. In Livro de atas do II Congresso Internacional de Mediação Social, 69-81. Braga, Portugal: CECS. http://lasics. uminho.pt/ojs/index.php/cecs_ebooks/index.  
Reis, Alcinda. 2017. “Intercultural communication in Health: Contributions to training and nursing care”. In Communication and Health: Contemporary Perspectives, editado por Rangel, M.L. S.; Ramos, N., 207-218. Salvador – Bahia, Brasil: EDUFBA.  
O/A INVESTIGADOR(A) RESPONSÁVEL, Alcinda Reis